Pular navegação e ir direto para o conteúdo

Sáb, 25/02/2017 às 00:00 | Atualizado em: 25/02/2017 às 15:47

#OscarSoBlack?

Adalberto Meireles

Você:


Seu Amigo:


Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com ","(vírgula).

Ex.: nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Máximo 200 caracteres


(*) Todos os campos são obrigatórios

Reportar Erro:

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo A TARDE preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Máximo 200 caracteres

(*) Todos os campos são obrigatórios

-A A+
  • Divulgação

    Emma Stone e Ryan Gosling concorrem ao Oscar - Foto: Divulgação

    Emma Stone e Ryan Gosling concorrem ao Oscar

Não há verdade absoluta antecipada, mas quando se pensa no Oscar 2017 é certo que La La Land - Cantando Estações continua como o favorito à consagração na cerimônia que acontece neste domingo, 26, no Teatro Dolby, em Los Angeles. Outra: jamais filmes, artistas e técnicos afro-americanos tiveram tanto destaque na premiação que este ano chega à 89ª edição.

São cerca de 20 indicações que incluem três na categoria Melhor Filme - Moonlight - Sob a Luz do Luar, Um Limite Entre Nós e Estrelas Além do Tempo -, três para Atriz Coadjuvante (respectivamente Naomie Harris, Viola Davis e Octavia Spencer) e três para Melhor Documentário: A 13ª Emenda, de Ava DuVernay, Eu Não Sou Seu Negro, de Raoul Peck, OJ: Made in America, de Ezra Edelman.

Será que a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, um ano depois dos protestos pela não-inclusão de negros entre os concorrentes, que gerou até a campanha #OscarSoWhite, seguirá os passos do Globo de Ouro e premiará os artistas afro-americanos? Oscar so black?

É preciso anotar: Moonlight - Sob a Luz do Luar, de Barry Jenkins, vem em seguida a La La Land, de Damien Chazelle, ao lado de A Chegada, de Dennis Villeneuve, em número de indicações. Concorre em oito categorias. Além de Filme, Diretor e Atriz Coadjuvante, está no páreo em Ator Coadjuvante (Mahershala Ali), Roteiro Adaptado, Trilha Sonora, Fotografia e Montagem. Longe de ser grande, é um filme que tem muitos méritos.

Um Limite Entre Nós, de Denzel Washington, soma a Filme e Atriz Coadjuvante as indicações para Ator (Washington) e Roteiro Adaptado. Estrelas Além do Tempo está no páreo ainda em Roteiro Adaptado, Ruth Negga concorre a Atriz por Loving e Bradford Young fica entre os candidatos a Diretor de Fotografia por A Chegada.

No momento em que a cerimônia promete correr em alta voltagem, sobretudo por causa das diatribes do presidente Donald Trump, é bom lembrar que manifestações político-sociais nunca estiveram fora da maior festa do cinema mundial.

Outras causas

Este ano, não apenas a questão negra, mas homossexual e dos refugiados na Europa entram na ordem do dia em filmes como Moonlight e o franco-italiano Fogo no Mar. O documentário de Gianfranco Rosi, sobre a chegada de imigrantes africanos e do Oriente Médio à ilha de Lampedusa, divide o olhar em sua categoria com o ótimo Eu Não Sou Seu Negro. Mas OJ: Made in America e A 13ª Emenda também são fortes concorrentes.

Moonlight e Manchester, de Kenneth Lonergan, talvez sejam os únicos filmes que façam sombra a La La Land na bolsa de apostas. Mas não há como negar a boa seleção deste ano. A categoria está bem representada por títulos como A Qualquer Custo, de David Mackenzie, e A Chegada. Estrelas Além do Tempo, de Theodori Melfi, Lion, de Garth Davis, e Até o Último Homem, de Mel Gibson, correm por fora.

Parece que o prêmio de Melhor Diretor não sai das mãos de Chazelle, o jovem diretor de La La Land, de 32 anos. É uma categoria muito difícil, em que Jenkins e Lonergan aparecem também com boas chances. O canadense Villeneuve tem se destacado a cada ano e Gibson marca seu retorno do ostracismo com Último Homem.

Para Ator, o favorito é Casey Affleck por Manchester. Há ainda Ryan Gosling (La La Land) e Denzel Washington (Um Limite) é sempre um nome a considerar. Ator Coadjuvante, o prêmio deve ficar com Mahershala Ali (Moonlight), mas ele encontra parada dura em Michael Shannon (Animais Noturnos) e Jeff Bridges (A Qualquer Custo).

Entre as atrizes, Isabelle Hupper (Elle), Natalie Portman (Jackie) e Emma Stone (La La). Na verdade não há páreo para Huppert. Ela deveria ganhar, mesmo porque Elle não foi indicado a Filme Estrangeiro. Viola Davis (Um Limite) ou Octavia Spencer (Estrelas) deve ficar com Melhor Atriz Coadjuvante.


outras notícias

01/09/2016 às 17:48

"Que Horas ela Volta?" lidera indicações em premiação

16/05/2017 às 15:02

Jimmy Kimmel será novamente anfitrião do Oscar - Foto: Valerie Macon | AFP

Jimmy Kimmel será novamente anfitrião do Oscar

07/03/2017 às 13:52

Moonlight: sonho ou realidade? - Foto: Mark Ralston | AFP

Moonlight: sonho ou realidade?

26/02/2017 às 10:36

"La La Land" chega ao Oscar como o grande favorito

< >

Imprimir

imagem

Antes de imprimir lembre-se da sua responsabilidade e comprometimento com o meio ambiente.

Se preferir, envie por e-mail ou gere um arquivo em .pdf

Deseja realmente imprimir? nãosim

Botão Fechar
Copyright © 1997 - Grupo A TARDE.Todos os direitos reservados.
Rua Prof. Milton Cayres de Brito n° 204 - Caminho das Árvores - Salvador/BA. CEP: 41.820 - 570 Tel.: ( 71 ) 3340 - 8500 | Redação: ( 71 ) 3340 - 8800
últimas notícias