Pular navegação e ir direto para o conteúdo

Dom, 30/04/2017 às 10:21

Salas se reinventam para atrair público

Marco Antonio Jr l A TARDE SP

Você:


Seu Amigo:


Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com ","(vírgula).

Ex.: nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Máximo 200 caracteres


(*) Todos os campos são obrigatórios

Reportar Erro:

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo A TARDE preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Máximo 200 caracteres

(*) Todos os campos são obrigatórios

-A A+

Em tempos de concorrência com o mercado de conteúdos sob demanda na internet, os cinemas estão se reinventando nos Estados Unidos para aprimorar a experiência do telespectador. De acordo com o jornal The Wall Street Journal, os filmes que antes demoravam cerca de três meses para chegar nos serviços streaming, em breve estarão na Netflix em 45 dias.

A procura por filmes na internet força a indústria cinematográfica a procurar novas formas de atrair o público e o cinema, presente há um século no mundo do entretenimento, não poderia ficar de fora.

No final de semana, o cineasta Steven Spielberg defendeu a experiência de ver filmes no cinema, na inauguração de um complexo de cinematográfico de tecnologia de ponta, na Califórnia.

Além de projeção a laser com tecnologia 3D e 4K, salas mais confortáveis e até serviço de garçom, todo o ambiente conta com o fator exclusividade para atrair clientes às mais de 40 mil salas existentes no país, número que só cresceu em qualidade já que o público está estagnado há anos.

A rede norte-americana AMC, por exemplo, investiu em lanches fast food dentro das salas. O menu inclui pequenos lanches como hambúrguer, quatro tipos de pizza, hot-dogs apimentados, fatias de salame, iscas de frango empanado, três novos sabores de pipoca e sete salgadinhos sem glúten. E o foco do investimento está justamente no público que consome vídeos sob demanda e está deixando de ir ao cinema: o público formado pelos mais jovens.

No Brasil, após o crescimento do número de salas, dos anos 1990 até meados dos anos 2000, uma crise afastou o público, mas o setor voltou a crescer a partir de 2010 com a inauguração de novas salas e a entrada de novas empresas no mercado.

Em 2012, a inauguração do Cinépolis JK, em São Paulo, trouxe o conceito das luxuosas salas com poucos assentos e serviço individual. Mais recentemente a rede Cinesystem, que tem 151 salas e está presente no nordeste (Pernambuco e Alagoas), investiu R$ 16,4 milhões para levar à capital paulista uma tecnologia inédita na América Latina.

O projeto traz salas com sistema de projeção a laser, que proporciona mais brilho, contraste e nitidez em 4K e 3D, além de sistema de som imersivo Dolby Atmos e com tecnologia da MasterImage para 3D.

A rede UCI, presente em Salvador, inaugurou há quatro anos a sala De Lux, com serviço de garçons que inclui carta de vinhos e petiscos, para atrair um público mais exigente. Em dezembro de 2016 renovou suas salas com som Dolby e telas mais amplas que permitem melhor experiência para assistir filmes.

Universal Cinema, nos EUA

O Studio Universal, responsável por grandes sucessos cinematográficos como Jurassic Park, Meu Malvado Favorito, Velozes e Furiosos entre outros, inaugurou no último final de semana o Universal Cinema, uma das salas de cinema mais tecnologicamente avançadas do mundo. A grande inauguração contou com grandes nomes da área, como Ron Meyer, vice-presidente da NBCUniversal, além do cineasta Steven Spielberg.

"Como cineastas, criamos filmes que convidam os espectadores a adentrar em outros mundos, mesmo que seja por um par de horas. No melhor dos casos, a experiência de ir ao cinema e a qualidade dele estão no mesmo nível que o filme que foram ver", declarou Spielberg.

O conceito de sala incluirá O complexo fica próximo aos estúdios da Universal Studios, em Hollywood, região de Los Angeles e seus idealizadores dizem ser uma experiência única de se ver "filmes onde os filmes são feitos".

O conceito de sala incluirá ambientes exclusivos e até mostra de objetos usados nas superproduções, tudo para atrair o público realmente fã de cinema e de uma nova experiência, como a de assistir filmes longe do conforto de casa.


outras notícias

13/09/2016 às 17:46

'Aquarius' fará parte do catálogo global da Netflix - Foto: Divulgação

'Aquarius' fará parte do catálogo global da Netflix

21/11/2016 às 19:41

Filme sobre juventude de Obama ganha 1º trailer - Foto: Divulgação

Filme sobre juventude de Obama ganha 1º trailer

26/09/2016 às 17:31

Netflix vai disponibilizar saga Star Wars - Foto: Divulgação

Netflix vai disponibilizar saga Star Wars

26/12/2016 às 20:20

'Minha Mãe É Uma Peça 2' tem segunda melhor estreia do cinema nacional em 2016 - Foto: Reprodução | TV UOL

'Minha Mãe É Uma Peça 2' tem segunda melhor estreia do cinema nacional em 2016

< >

Imprimir

imagem

Antes de imprimir lembre-se da sua responsabilidade e comprometimento com o meio ambiente.

Se preferir, envie por e-mail ou gere um arquivo em .pdf

Deseja realmente imprimir? nãosim

Botão Fechar
Copyright © 1997 - Grupo A TARDE.Todos os direitos reservados.
Rua Prof. Milton Cayres de Brito n° 204 - Caminho das Árvores - Salvador/BA. CEP: 41.820 - 570 Tel.: ( 71 ) 3340 - 8500 | Redação: ( 71 ) 3340 - 8800
últimas notícias