Extremo Oeste Baiano

Da Redação Seg , 06/05/2019 às 13:04 | Atualizado em: 06/05/2019 às 17:11

Expositores mantém alta expectativa de negócios na Bahia Farm Show 2019



A expectativa de fechamento de bons negócios durante a Bahia Farm Show, que será realizada entre os dias 28 de maio a 1º de junho, em Luís Eduardo Magalhães, é pautada no aporte de R$ 500 milhões no atual Plano Safra do Governo Federal. O anúncio, feito pela ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina Dias, para os organizadores da feira agrícola, abre a perspectiva de crescimento da safra de grãos e de crescimento de 10% nas vendas de máquinas agrícolas e rodoviárias este ano, segundo projeção da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (ANFAVEA). Na última edição, o evento atingiu a marca histórica de R$ 1,891 bilhão em volume de negócios.

O presidente da Associação de Maquinas e Implementos Agrícolas do Oeste da Bahia (ASSOMIBA), Rogério Rodrigues, entidade apoiadora oficial da feira, acredita que a estimativa de crescimento para o setor deverá se concretizar. “O crescimento do mercado está ligado à capitalização dos produtores depois de duas safras consecutivas. Com a retomada da rentabilidade dos agricultores, muitos já vêm registrando o interesse de fechar os negócios obtendo as melhores condições que tradicionalmente serão encontradas na Bahia Farm”.

Ainda que seja da opinião que é preciso estar atento ao resultado final da safra e das definições de crédito governamental para o setor agrícola, o sócio-diretor da revenda Jaraguá/New Holland, Fábio Martins, afirma que as perspectivas de vendas e oportunidades de negócios durante a Bahia Farm Show são sempre positivas. “Este é o espaço onde interagimos com os nossos clientes e levamos até eles as nossas principais novidades em máquinas agrícolas. A feira é o espaço onde os agricultores já esperam para comprar, principalmente por causa dos agentes financeiros que estarão presentes para oferecer crédito com boas condições de financiamento”, pontua.

A diretora de Marketing da concessionária Maxum, Lilia Franciose, também de olho na conjuntura do mercado e do público da Bahia Farm para incremento das vendas, fala de suas expectativas. “Já estamos nos preparando para apresentar aos agricultores as principais linhas de máquinas que estarão em exposição e em nosso estande teremos novidades em pulverizadores e tratores agrícolas”.

De acordo com os organizadores da feira, o número total de empresas presentes nesta edição deverá ultrapassar as 210 que em 2018 representaram mais de 900 marcas e produtos. A previsão é que o crescimento de novos expositores, neste ano, seja de 35%, contra os 20% do ano passado. Em relação à comercialização, a perspectiva da organização é manter o crescimento gradual e atingir o patamar os R$ 2 bilhões em volume de negócios. O presidente da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (AIBA) e organizador da Bahia Farm, Celestino Zanella, acredita que a Bahia Farm continuará a sua escalada de evolução.

“A feira vem se consolidando nos últimos 15 anos ao reunir, em um só local, todos os parceiros interessados em fechar bons negócios e em trabalhar para o desenvolvimento do agronegócio da Bahia. Temos todos os elos da cadeia juntos. Os agricultores interessados em conferir o que pode ajudar a elevar a produtividade na próxima safra; as agências de crédito rural com juros abaixo do mercado e condições facilitadas; e as revendas de máquinas que estarão presentes com o que há de mais novo em tecnologia agrícola”, ressalta Zanella.