Metropolitana

Da Redação Sex , 13/09/2019 às 12:21 | Atualizado em: 13/09/2019 às 12:23

BA-099 está sendo recuperada pela Concessionária Litoral Norte



Uma série de intervenções na BA-099 está sendo realizada pela Concessionária Litoral Norte (CLN), empresa do Grupo Invepar, para garantir a segurança viária dos usuários da rodovia. Ao todo, 14 trechos serão recuperados entre os quilômetros 115 e o 188, nas proximidades de Baixio, em Esplanada, até a região do município de Jandaíra. Durante esse período, a concessionária recomenda que os motoristas redobrem a atenção ao volante e à sinalização da via, sobretudo nos trechos em obras.

 

Com investimento de R$ 30 milhões, as intervenções serão feitas na contenção de encostas, construção e reconstrução de drenagem; no desenvolvimento de revestimento vegetal; na recuperação de taludes; e na construção de um aterro. “As ações ocorrem quase sempre fora da pista, mas como temos a entrada e saída de veículos nos trechos em obras, é importante que o motorista esteja atento. Como as obras acontecem afastadas da Estrada do Coco, trecho de maior fluxo, elas não comprometem o funcionamento normal da BA-099”, alerta o gerente de Manutenção da CLN, Marcos Coelho.

 

Ao todo, segundo o gerente, cerca de 100 profissionais serão contratados para trabalhar nas obras, que contarão com mais de 95% de trabalhadores moradores de localidades do entorno da rodovia. “A medida tem como objetivo contribuir para a geração de emprego e renda, assim como dinamizar a economia local. A previsão é de que as obras estejam concluídas até o segundo semestre de 2021”.

 

A Rodovia BA-099 compreende a Estrada do Coco (a partir do km 7,7) e a Linha Verde, conectando Lauro de Freitas até a divisa dos estados da Bahia e de Sergipe, com uma extensão total de 217 km, entre 183km de rodovias e 35 km de vias de acesso. A Concessionária Litoral Norte presta serviço para o Governo da Bahia e é fiscalizada e regulamentada pela Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia. Atualmente, a empresa gera cerca de 300 empregos diretos e indiretos e já repassou mais de R$ 25 milhões em impostos para os municípios da região, conforme dados oficiais.